Sempre que você exceder alguns dos limites do seu plano de hospedagem repetidas vezes, uma notificação semelhante a esta aparecerá na sua tela:

Esta notificação informa você sobre o problema (limites excedidos) em geral, mas, caso você queira verificar estatísticas detalhadas, temos a ferramenta perfeita para isso! A lista detalhada de utilização de recursos fornece a causa exata do excesso de limites utilizados. Ela gera uma lista de entradas de todas as vezes em que o limite de recursos foi excedido nas últimas 24 horas e pode ser encontrada abaixo do gráfico Espaço em Disco (IOPS):

A lista mostra:

1. O momento exato em que o limite foi excedido

2. O consumo da CPU naquele momento

3. O consumo de Memória naquele momento

4. O processo exato que causou o excesso de consumo de recursos

Isso tudo é crucial quando você está solucionando algum problema ou otimizando o seu site.

Casos mais frequentes

  1. Explorador de arquivos

  2. lsphp

  3. mysqld

Explorador de arquivos: IOPS, NPROC

Caso você esteja vendo esta entrada:

Significa que está vinculado ao nosso novo Gerenciador de Arquivos (beta), como ele ainda está na versão beta, as operações pesadas de IO/IOPS, como arquivamento podem fazer com que fique mais lento. Se você estiver enfrentando quaisquer problemas com o nosso novo Gerenciador de Arquivos, você pode tentar realizar ações através do nosso Gerenciador de Arquivos padrão ou via Cliente de FTP. Outra opção é: Parar de rodar todos os processos em execução no momento, esta opção pode ser encontrada no final da seção de consumo de recursos:

lsphp: Todos os limites

lsphp é um processo responsável pela forma como o servidor Web Litespeed entrega o seu site aos seus visitantes. Basicamente, ele processa todos os arquivos PHP para entregar o conteúdo gerado para os visitantes.

Por exemplo, grandes aplicações CMS, como o WordPress, podem ter muitos plugins, e muitos deles podem não ser otimizados tão bem quanto deveriam. Por isso, é possível conferir esses itens na lista detalhada de consumo de recursos:

  • CPU ou IO ao acessar o wp-admin - normalmente indica a existência de vários plugins para o seu plano atual ou a falta de otimização. Uma boa ideia é tentar desativar alguns plugins e ver se o problema pode ser resolvido com apenas um único plugin

  • CPU ou IO ao acessar o WP-cron - o wp-cron é executado a cada carregamento de página, conforme o WordPress verifica se algumas ações precisam ser executadas. A melhor forma de fazer isso é desativar wp-cron e usar o nosso Cronjobs no hPanel

  • NPROC ou CPU com muitos processos lsphp - isso pode indicar um ataque DDOS ou um aumento exacerbado de visitantes. Basicamente, o site não carrega com a velocidade necessária para os visitantes, e a contagem de processos aumenta ou o uso cumulativo da CPU excede os limites. Otimização, upgrade, ou CDN como o Cloudflare são ótimas escolhas aqui.

  • CPU, IO, memória física, com poucos processos - Normalmente indica a falta de otimização do site, pois ele gera muita utilização da CPU com apenas poucos visitantes.

mysqld: CPU e memória física

As razões mais comuns para o mysqld exceder os limites de recursos são:

  • Falta de índices do banco de dados

  • Grandes consultas

  • Várias operações JOIN altas

Tudo isso pode fazer com que sua consulta MySQL crie grandes tabelas temporárias que podem ocupar a memória do tempo de processamento, resultando em desaceleração ou mesmo perda de conexão com o servidor MySQL. Para resolver isto, recomendamos usar nossa opção Reparar banco de dados no hPanel, pois ela repara e otimiza seu banco de dados.

Para o WordPress, especificamente, recomendamos o uso de um plugin de otimização de banco de dados, como Advanced Database Cleaner. Desta forma, qualquer tabela desnecessária das instalações anteriores de plugins será apagada e não utilizará seus recursos.

Por fim, sugerimos criar um índice e pesquisar qualquer consulta que demore vários segundos ou use muita memória.

OBSERVAÇÕES:

· Como fazer um upgrade de hospedagem?

· O limite de recursos do meu plano de hospedagem foi excedido

Encontrou sua resposta?